Relacionamentos | Ansiedade que consome!


Existe algo que está cada vez mais presente na vida das pessoas, costumo dizer que é o mal do século (depois da depressão, é claro!): a ansiedade. Se pararmos para pensar a depressão e a ansiedade estão intimamente ligadas, mas o tema é ansiedade mesmo.

Sei que todos falam isso, mas somos a geração fast food. Reafirmo porque faço parte dela. Quantas vezes alguém está me contando uma história e eu fico apreensiva, pois a pessoa está contando devagar demais ou não vai direto ao ponto. Esse é só um exemplo pequeno de que queremos tudo para ontem, seja a informação, a comida, a amizade e etc.

Gosto muito de ver o significado das palavras para que a minha visão e compreensão sobre ela seja alargada, vamos conferir?

Ansiedade

1. Aflição, angústia, ânsia.

2. Atitude emotiva concernente ao futuro e que se caracteriza por alternativas de medo e esperança; medo vago adquirido especialmente por generalização de estímulos.

3. Desejo ardente ou veemente.

Por experiência própria posso afirmar que a ansiedade é sim uma angústia, uma aflição. É claro que entendemos que a ansiedade em certa medida é normal, todos nós temos inseguranças e medos, mas tudo precisa caminhar de forma balanceada.

Percebo pessoas que são tão ansiosas que elas não conseguem desfrutar das bênçãos e do momento presente da vida por estarem ansiosas com o futuro. São pessoas que vivem preocupadas e angustiadas, não se atentam para o presente, só ficam “matutando” sobre a faculdade que vai fazer, o casamento que precisa acontecer, os filhos que gerará e etc.

Infelizmente fiz e às vezes ainda faço parte dessa estatística de pessoas extremamente ansiosas. Quando eu estava solteira ficava ansiosa para me relacionar. Quando entrei na corte fiquei ansiosa imaginando como seria o noivado. Quando fiquei noiva tive ansiedade sobre o casamento… e fiquei nesse ciclo sem fim. Enquanto eu agia dessa forma, totalmente ansiosa, eu não via que estava assim, mas um dia o Senhor veio com um espelho diante de mim. Eu estava como sempre sendo consumida pela angustia e aflição da ansiedade e ainda em crise porque Deus não falava comigo sobre determinadas coisas. Então, o ES foi um fofo e disse: “Minha querida, você sempre está com o pensamento e o coração muito na frente… viva aqui primeiro, seja fiel no pouco nega, que sobre o muito te colocarei”. :O

Depois disso comecei a reparar que eu era assim com absolutamente tudo, que eu sempre estava vivendo um ano na frente e isso só estava mostrando o quanto eu estava sendo controladora e independente.

Graças a Deus comigo isso não ficou tão sério, mas tem algumas pessoas que desenvolvem doenças psicológicas como o TAG (Transtorno de Ansiedade Generalizada), Síndrome do Pânico e outras.

A palavra de Deus é completa e sim, fala sobre ansiedade:

“Portanto eu digo: Não se preocupem com sua própria vida, quanto ao que comer ou beber; nem com seu próprio corpo, quanto ao que vestir. Não é a vida mais importante que a comida, e o corpo mais importante que a roupa? Observem as aves do céu: não semeiam nem colhem nem armazenam em celeiros; contudo, o Pai celestial as alimenta. Não têm vocês muito mais valor do que elas? Quem de vocês, por mais que se preocupe, pode acrescentar uma hora que seja à sua vida? “Por que vocês se preocupam com roupas? Vejam como crescem os lírios do campo. Eles não trabalham nem tecem. Contudo, eu digo que nem Salomão, em todo o seu esplendor, vestiu-se como um deles. Se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada ao fogo, não vestirá muito mais a vocês, homens de pequena fé? Portanto, não se preocupem, dizendo: ‘Que vamos comer?’ ou ‘Que vamos beber?’ ou ‘Que vamos vestir?’ Pois os pagãos é que correm atrás dessas coisas; mas o Pai celestial sabe que vocês precisam delas. Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas serão acrescentadas a vocês. Portanto, não se preocupem com o amanhã, pois o amanhã trará as suas próprias preocupações. Basta a cada dia o seu próprio mal. Mateus 6:25-34

Essa palavra é realmente poderosa, mas muitas vezes li e apesar de fazer todo o sentido sempre senti meio vago, sabe?! Isso acontecia porque eu precisava do principal, experimentar da palavra Rhema, a palavra viva, revelada e não encarar apenas como um texto de autoajuda ou entender com a mente.

Quero hoje te encorajar a se colocar diante do espelho, pedir que o ES mostre quem você é e como tem agido. Tenho certeza que Ele não te deixará sem respostas e assim como foi comigo, viver um dia de cada vez com calma, paz, equilíbrio e o principal, dependência do Senhor.

Leave a Reply

Your email address will not be published.