Relacionamentos | Expectativas


Você sabe o que é expectativa?

De acordo com o dicionário Aurélio online, significa:

1) Ato ou efeito de expectar.
2) Esperança baseada em supostos direitos, probabilidades, pressupostos ou promessas.
3) Ação ou atitude de esperar por algo ou por alguém, observando.
4) EXPECTAÇÃO

Resumindo tudo isso podemos entender que a expectativa é gerar um pensamento a respeito de algo ou alguém que pode ser suprido ou não, que pode vir a acontecer ou ficar somente na imaginação de quem “criou” a tal expectativa.

Quero falar de expectativa nos relacionamentos, pois é a área que geralmente sofre com isso. Muitas vezes fantasiamos situações e imaginamos que as pessoas (abrangendo todos os tipos de relacionamentos, sejam pais, irmãos, amigos, cônjuge…) agirão de acordo com aquele pensamento que temos e quando não acontece como queremos, ficamos frustrados e “caímos do cavalo”. Infelizmente isso é mais uma das facetas do nosso ego que quer ser sempre o centro e numa dessas fica super contrariado. No diário da Zoe estamos escrevendo uma série de textos sobre ego, se quiser conferir clique aqui!

Agora a pergunta que não quer calar: Quem nunca fantasiou toda uma história na cabeça e depois se frustrou, pois descobriu que não era nada daquilo?!?!? Hahahahahaha… isso só me faz lembrar um desenho animado chamado Doug, você já viu? Tenho o costume de tirar lições de absolutamente TUDO o que assisto e sim, os desenhos estão inclusos nisso.

Nesse desenho o personagem principal é Doug Fanny. Ele tem um diário onde escreve suas aventuras e segredos… e aí que mora o perigo, pois ele fantasia coisas, cria personagens que não existem (como o Homem Codorna, que é uma versão super herói dele) e o ponto alto do desenho é que ele tem uma paixonite aguda por sua colega de escola, a Paty Maionese. No decorrer do desenho ele fantasia várias coisas com a Paty, cria uma música pra ela e até imagina que é correspondido e claro que não tem nada a ver, pois eles são apenas crianças.

doug

O que quero ressaltar do desenho é a imaginação fértil do Doug diante dos relacionamentos dele, seja com a Paty, seus pais ou amigos. Ele sempre tem algo pronto na mente e claro, se frustra diversas vezes.

Nós não agimos de forma diferente do Doug, acabamos imaginando coisas, criamos expectativas e quando não são supridas nos frustramos. 🙁

Saiba que você não precisa ficar nesse ciclo vicioso de FANTASIA – EXPECTATIVA – FRUSTRAÇÃO – FANTASIA – EXPECTATIVA – FRUSTRAÇÃO. A palavra de Deus como sempre tem a solução!

Finalmente, irmãos, tudo o que for verdadeiro, tudo o que for nobre, tudo o que for correto, tudo o que for puro, tudo o que for amável, tudo o que for de boa fama, se houver algo de excelente ou digno de louvor, pensem nessas coisas.” – Filipenses 4:8

Nossa mente precisa ser renovada pela palavra de Deus (Rom. 12:2) e ela nos diz para pensarmos no que é verdadeiro.

Bom, se eu fantasio, imagino, crio expectativa, logo não penso a verdade, pois a maior parte disso, para não dizer tudo, é mentira da nossa mente e o final é o que já disse antes:

frustração!

Você pode estar se perguntando: mas e sonhar, eu posso?!?

Quero deixar claro que o sonho e a fantasia são coisas completamente diferentes, pois o sonho abrange outras pessoas, cumpre propósito e o próprio Deus os coloca em nossos

corações. Já a fantasia é uma utopia, uma imaginação egoísta que só beneficia a pessoa que alimenta essas coisas em sua mente.

Quero chamar a sua atenção para isso. Muitas vezes você anda ferido, angustiado e frustrado, pois nada do que “sonha” ou expectativas que nutre, não são supridas. O Senhor tem o melhor para os seus relacionamentos e quer que você desfrute deles com a verdade, que é o próprio Jesus (Jo 14:6).

Recentemente tive uma experiência como essa, de nutrir algo sobre um relacionamento e no final das contas NADA foi como eu tinha imaginado e claro que caí do cavalo feio. Fiquei

frustrada, chateada e o Espírito Santo falou que eu devia liberar o perdão para a pessoa afinal, ela não tinha bola de cristal pra saber o que fantasiei em minha cabeça e seguir exatamente o script que fiz para ela. O que me ajudou a enxergar tudo isso foi uma ministração do Pr. Marcelo Almeida que originou o livro “A maldição da expectativa” e claro que fui tremendamente confrontada e desafiada a tomar uma posição nesse sentido. :O

Ouça essa ministração e compartilhe com a gente a sua experiência! 😉

Abraços,

Leave a Reply

Your email address will not be published.